GODZILLA: PRODUTOR REVELA PLANOS PARA UNIVERSO COMPARTILHADO NO JAPÃO

Como a tendência atual no cinema das grandes produções é a dos Universos Compartilhados, todos os estúdios e produtoras desejam seguir os moldes dourados da Disney com seu bilionário Universo Cinematográfico Marvel. E já que é assim que caminham os blockbusters, a Toho, empresa japonesa responsável pela marca Godzilla, decidiu que não vai ficar para trás - mesmo estando do outro lado do mundo. De acordo com Keiji Ota, produtor-geral da companhia, a intenção é criar um universo compartilhado que gire em torno do gigantesco lagarto oriental a partir de 2021:

"Estamos pensando em uma potencial estratégia de lançamento de filmes do Godzilla de maneira ininterrupta e bienal após 2021, ainda que a preferência seja por um ritmo anual de lançamento. Estamos concentrados no conceito de 'universo compartilhado' para o futuro da série e em relação aos seus próximos desenvolvimentos. O Godzilla, Mothra, King Ghidorah e os outros monstros podem compartilhar uma visão de mundo singular como em um filme da Marvel onde o Homem de Ferro e o Hulk cruzam o caminho um do outro", revelou Ota (via Coming Soon).

Ao que tudo indica, o planejamento de Ota não só copia diretamente a estratégia da casa de Mickey Mouse como também não envolve as produções hollywoodianas protagonizadas pelo lagarto, uma vez que o acordo da Toho com a Warner acabará em 2020, após o lançamento de Godzilla vs Kong - assim a companhia não deve lançar a sequência do bem-sucedido Shin Gojira para fundamentar a criação de um universo compartilhado do zero no Japão.

Por outro lado, a major hollywoodiana, em parceria com a Legendary Pictures, está trabalhando em seu próprio universo compartilhado - o MonsterVerse - protagonizado pelo kaiju; iniciada com Godzilla, de 2014, a constelação de filmes do estúdio ainda compreende Kong: A Ilha da Caveira, o vindouro Godzilla - O Rei dos Monstros (21 de março de 2019) e o supracitado Godzilla vs Kong. Dado o sucesso de crítica e bilheteria dos longas já produzidos até o momento, será preciso aguardar para ver como a Warner - que não deve abrir mão facilmente do Godzilla - se portará diante das intenções da Toho.

FONTE=> ADORO CINEMA

Categoria:CINEMA

Deixe seu Comentário